pontilhismo

Pontilhismo – história e curiosidades dessa técnica artística

Você sabe o que é pontilhismo? Ou até mesmo como ele está presente em nossas vidas? Se não, vem com a gente que mostramos a você. Este nome pouco comum se refere a uma técnica de pintura e, por mais que pareça estranho, está presente em vários objetos!

Pontilhismo

História e curiosidades do Pontilhismo

Em resumo, pode-se dizer que nessa arte o artista usa pontos coloridos. Eles são colocados bem próximos uns dos outros porque assim não resta espaços brancos no desenho ou na pintura.

As pinturas de desenhos no pontilhismo são criadas para proporcionar uma mistura de tons de impressões. E, por isso, se desenha imagens com toques realísticos através de justaposição.

Geralmente, os temas usados nessa técnica são de natureza, dando destaque para a luminosidade das imagens. E sabe o que mais? O pontilhismo é parte do movimento expressionista. Aquele que tem o Claude Monet como um dos principais nomes. Sabia?

Mas como surgiu essa técnica?

Pesquisadores e historiadores costumam afirmar que esse movimento da arte moderna é do século XX. Por volta de 1880 mais ou menos. Juntamente, claro, com o impressionismo. Ainda dizem que o pontilhismo surgiu lá na Europa, na França.

Ele teria feito sucesso com dois artistas franceses impressionistas, o George Seurat e o Paul Signac. Mas muitos outros também se engraçaram com a técnica, como August Renoir e Vincent Van Gogh, e até Edgar Degas. Bacana, né?

Já no Brasil, este tipo de pintura impressionista ficou nas mãos de Belmiro de Almeida. E também foi adotada por Rodolfo Chambelland e Artur Timóteo. Por aqui, você pode ver uma arte com essa técnica no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.

Curiosidades

Essa técnica impressionista ficou tão popular que acabou atingindo as massas. Um novo público se tornou fã do pontilhismo, e muita coisa se criou com base nele. Em vários blogs de arte, como o designculture, é possível encontrar diversos artistas que exploram essa técnica.

Enquanto dezenas de pintores levaram essa arte para suas telas, outros a modernizaram. Como foi o caso de um tatuador e ilustrador russo que criou tatuagens pontilhistas. Acredita?

Trata-se do Brezinski Ilya, que tem um estúdio em São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia. Lá ele cria seus desenhos em preto e branco e sua tela é a pele dos clientes.

Essa prática já está muito comum entre outros tatuadores, inclusive no Brasil – como por exemplo o autor da tatuagem/estampa Midiatic Control – da Ouroboros. Mas muita calma nessa hora! Nós sabemos que a técnica está em alta e que é linda, porém, para fazê-la o tatuador tem que ser muito experiente. E ter uma mão boa.

Afinal de contas o que define os traçados é a aplicação certa de profundidade de sombras.

Popularidade

Mas a popularização dessa arte moderna não chegou apenas até o universo das tatuagens. Ela também está presente em camisetas, quadros decorativos, almofadas. Ou seja, em tudo quanto é lugar!

Quer mais um exemplo? Veja a camiseta Owl. Mais uma que explora de forma genial o pontilhismo e a natureza.

E aí, curtiu essa linha artistica?  Diz o que achou nos nossos comentários 🙂

2 anos atrás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *